Arquimedes Bacelar eleito para novo mandato na FAMEM

Arquimedes Bacelar, prefeito de Afonso Cunha, viu confirmada sua reeleição para novo mandato na Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, no passado dia 30 de janeiro (quarta-feira). O prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), foi votado como presidente, passando Telmo Cunha a presidente de honra. Com esta votação, Arquimedes Bacelar continua como encarregado de Infraestrutura e Urbanismo na direção da FAMEM.

O prefeito Bacelar, agora em seu segundo mandato na FAMEM, é o primeiro representante de Afonso Cunha a tomar um cargo na direção dos municípios maranhenses.

Sobre a FAMEM

Oficialmente Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, a FAMEM foi fundada em 1985 com o objetivo de ser um fórum para as prefeituras maranhenses trabalharem em conjunto e, principalmente, atuarem como um todo junto dos órgãos estaduais e também federais. É, naturalmente, uma pessoa jurídica de direito privado, o que significa que não tem qualquer dependência dos poderes federais nem do governo estadual. Os poderes e competências da FAMEM derivam unicamente daquilo que compete aos municípios e do que todos, em conjunto, pensarem e agirem.

Eleição polarizada

De acordo com o site O Imparcial, esta eleição para a FAMEM foi bastante polarizada. Poucos dias antes da votação, Erlânio Xavier declarava ter o apoio de 165 prefeitos, enquanto seu adversário Cleomar Tema (PSB), prefeito de Tuntum e anterior presidente da federação, afirmava ter o apoio de 105 votantes. São 195 municípios no Maranhão, logo alguma dessas contas estaria incorreta.

Em declarações ao site, Erlânio Xavier afirmava que baseava sua estimativa nos “apoios declarados publicamente” e, perante acusações de que teria insuficiente articulação nos corredores do poder em Brasília, revidava que manteria articulação total “com os três senadores e os dezoito deputados federais da bancada maranhense”.

No final, parece que a matemática de Erlânio Xavier estava certa, e será ele a representar os municípios do Maranhão em São Luís e Brasília.